Acesse nossas
redes sociais!

Você está em: Home > Ações > Esporte e Lazer > Centro Paraolímpico Brasileiro
Centro Paraolímpico Brasileiro
Centro Paraolímpico Brasileiro

Em 2013, o governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, anunciou o Centro Paraolímpico Brasileiro. A novidade será referência internacional em treinamento e avaliação dos paratletas e estará localizado no Parque Fontes do Ipiranga, na capital paulista. Será um centro de alta tecnologia, sendo um entre os quatro existentes no mundo. Trata-se de uma parceria da Secretaria com o governo federal, através do Ministério do Esporte, com o apoio do Comitê Paralímpico Brasileiro.

A ideia de construir um centro paralímpico de referência internacional nasceu nas Paralimpíadas Escolares 2010. Na ocasião, o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin citou o esporte como uma das principais ferramentas para inclusão e a necessidade de atender com excelência os paratletas de todo o país. Em 2012, a Secretaria definiu a área em que o empreendimento seria construído e em novembro do mesmo ano, a pasta apresentou o projeto ao ministro do Esporte, Aldo Rebelo e ao governador paulista.

Com 94 mil m² de área total, o empreendimento terá capacidade de reunir 240 atletas em treinamento simultaneamente. Dividido em sete ambientes, o centro terá uma área esportiva de treinamento indoor, composta por quadras de voleibol sentado, basquete em cadeira de rodas, rugby em cadeira de rodas, goalball, tênis de mesa paralímpico, bocha, tatames de judô, de halterofilismo e esgrima. O espaço ainda contará com um centro aquático, com piscina olímpica e semi-olímpica, academia para apoio, condicionamento físico, fitness e pista de treinamento.

O segundo ambiente é a área esportiva de treinamento outdoor, que terá campo de futebol de sete, quadra oficial poliesportiva (para jogos de futebol de cinco), quadras de tênis e de tênis em cadeira de rodas. Já a área de apoio aos atletas e público, irá dispor de sanitários, vestiários para atletas, árbitros e familiares, além de sala de estar e repouso para os atletas.

Sem esquecer o cuidado com a saúde, o projeto ainda prevê centro de medicina e ciência da atividade física, com consultórios para as diversas especialidades, inclusive nutrição, com capacidade para 120 consultas por dia, além de exames de doping, pista de atletismo, paisagismo e recuperação da nascente do Riacho do Ipiranga. Também está prevista a área de alojamento, que contará com 85 unidades para até 284 pessoas, distribuídas em quartos individuais, para duas e seis pessoas. Os demais ambientes serão o centro administrativo, com escritórios e salas de reuniões, além da área de apoio ao centro de treinamento, com lanchonetes e praças de integração dos ambientes. O estacionamento terá 300 vagas. A expectativa é que as entregas ocorram em 2014 e 2015.

Perguntas Frequentes
Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo