Acesse nossas
redes sociais!

Você está em: Home > Eventos
Eventos

outubro de 2017

PROTOCOLO ORIENTA SOBRE O QUE FAZER EM CASO DE DESAPARECIMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES


Documento foi elaborado por Comissão do Governo de São Paulo que trabalha desde 2012 em prol do tema. Desde 2014, das 26 mil pessoas desaparecidas no estado de São Paulo, 24 mil foram reencontradas. Procedimentos nem sempre são conhecidos diante da situação.

Banner com o nome do Programa do Governo do Estado de SP: Em busca de crianças e adolescentes desaparecidos - Bom é ficar juntos

Você já parou para pensar sobre o que deve fazer caso saiba que alguém desapareceu? E se encontrasse uma criança perdida, saberia ajuda-la? Pensando nisso, a Comissão Multidisciplinar de Acompanhamento Permanente do Programa “São Paulo em Busca das Crianças e dos Adolescentes Desaparecidos”, do Governo do Estado de São Paulo, elaborou o Protocolo de ações “Alguém desaparece ou é encontrado sem identificação – O que fazer? (http://bit.ly/2z3TJdk)

Sabemos que crianças e adolescentes desaparecidos podem estar em situação de maior vulnerabilidade e por estarem desenvolvendo suas características físicas vão se modificar podendo dificultar sua identificação. Desde 2014, o programa São Paulo em Busca das Crianças e Adolescentes Desaparecidos conta com um banco de dados exclusivo para as pessoas desaparecidas no Estado de São Paulo. Somente no ano passado foram registradas 26,4 mil pessoas desaparecidas, sendo que 24.139 foram reencontradas.
 
O documento apresenta as ações que podem ser adotadas por cidadãos comuns ou profissionais das áreas de saúde, segurança, entre outras, caso se depare com um desaparecimento. O formato como um Check List tem a finalidade de auxiliar o leitor quanto aos procedimentos para informar o desaparecimento de uma pessoa, independentemente de sua idade, e do encontro de alguém sem identificação.

Informar o desaparecimento de alguém ou o encontro de uma pessoa sem identificação são ações que não devem ser feitas apenas por uma pessoa e somente de uma vez. Quanto mais tentativas, maiores são as chances de ajudarmos uma família que vive a angústia do desaparecimento de um familiar.
 
Instituída pelo decreto 58.074 em 25 de maio de 2012, a Comissão Paulista das Crianças Desaparecidas vem promovendo ações como a capacitação de agentes públicos, palestras com professores da rede estadual de ensino, anúncio com fotos de desaparecidos no verso das contas de água da Sabesp e dos comprovantes dos pedágios, criando adesivos, folders, participando de comissões na Assembleia Legislativa, elaborando workshops, congressos e programas. Essas iniciativas têm por objetivo facilitar o registro, documentação e identificação de crianças e adolescentes desaparecidos no Estado de São Paulo.
 
Leia também:
http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/ultimas-noticias/sao-paulo-lanca-campanha-e-apresenta-tecnologia-inedita-para-localizar-criancas-desaparecidas-1/
 
CLIQUE  PARA ACESSO AO PROTOCOLO DO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO COM CHECK LIST SOBRE O QUE FAZER AO ENCONTRAR ALGUÉM DESAPARECIDO OU SEM IDENTIFICAÇÃO

 
Perguntas Frequentes
Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo