Você está em: Home > Notícias > Últimas Notícias
Últimas Notícias

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Memorial da Inclusão: história, informação, cultura e acessibilidade para pessoas com e sem deficiência
Desde 2009, o espaço expõe mostras temporárias e permanente sobre o movimento e as lutas por direitos e protagonismo das pessoas com deficiência

MATÉRIA DO MÊS -  NOVEMBRO 2017*


O Memorial da Inclusão: Os Caminhos da Pessoa com Deficiência foi inaugurado em 3 de dezembro de 2009, data que celebra anualmente o Dia Internacional de Luta das Pessoas com Deficiência. A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo criou o espaço com mais de 700 imagens com momentos importantes de avanços e conquistas das pessoas com deficiência. Reúne arquivos com recursos acessíveis expostos em cerca de 700 metros quadrados.


Painel sobre Esportes do Memorial da Inclusão com o piso tátil para visitantes cegos
 
Coordenado por Elza Ambrosio, o Memorial da Inclusão recebe diariamente o público em geral e também estudantes do ensino público, crianças e jovens que têm a oportunidade de conhecer mais sobre o local, que reúne informações sobre os militantes pelos direitos da pessoa com deficiência, os murais e arquivos com recursos acessíveis.

"O Memorial da Inclusão se apresentou como forma inovadora na condução dos campos funcionais da SEDPcD (Decreto nº 52.841, 27/03/2008), a saber, relativos à 'promoção da realização dos estudos, debates e pesquisas sobre a vida e a realidade da pessoa com deficiência e seus familiares' e à 'conscientização dos diversos setores da sociedade sobre problemas, necessidades, potencialidades e direitos das pessoas com deficiência". Dito de outra forma, o Memorial da Inclusão, ao fazer uso da linguagem museal, ofertando às pessoas com e sem deficiência informações sobre a vida e os direitos das pessoas com deficiência por meio da iconografia, de vídeos, de palestras, de eventos culturais, entre outros formatos, aproxima de forma inovadora o público geral (com e sem deficiência) dos temas pertinentes ao universo das pessoas com deficiência", destaca a coordenadora.

À frente do Memorial desde seu lançamento, em 2009, Elza destaca os fatos marcantes desde então. "Tivemos alguns momentos de fato marcantes, como o lançamento do projeto Memórias, entrevistas com ativistas atuantes desde final da década de 1980 e década de 1990. A partir deste projeto, disponibilizamos para os estudiosos e interessados 70 vídeos. Outro momento marcante foi, em 2011, a comemoração dos 30 anos do Ano Internacional das Pessoas Deficientes, quando tivemos a oportunidade de lançar um livro contando a história do movimento social das pessoas com deficiência, com plena participação dos próprios ativistas do movimento social (http://goo.gl/04K9IC); seguido do lançamento do documentário “Da Invisibilidade à Cidadania: Os caminhos da Pessoa com Deficiência” (https://www.youtube.com/watch?v=Ye0MQmZJS_s&t=5s). Outro momento marcante foi a organização do I Simpósio Internacional de Estudos sobre a Deficiência, com o tema Conflitos, Direitos e Diversidade (http://www.memorialdainclusao.sp.gov.br/ebook/ ), com cunho interdisciplinar, o Simpósio reuniu estudiosos e pesquisadores de todo o Brasil e importantes representantes internacionais.  Enfim, tem sido muitos os avanços e momentos marcantes, principalmente porque é notório o interesse cada vez maior da população pelos temas que circunscrevem a inclusão social das pessoas com deficiência", destaca. 

O Memorial está sediado na parte térrea da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, na Av. Auro Soares de Moura Andrade, 564, portão 10, bairro Barra Funda, capital paulista. O espaço está disponível para visitas de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h e aos sábados, das 13h às 17h, exceto feriados, com entrada franca. Não existem restrições para visitantes; todos podem prestigiar. As visitas são monitoradas, de segunda a sexta, das 10h às 17h, e aos sábados a partir das 13h, exceto feriados.   


Um dos paineis expostos no Memorial da Inclusão: resgate da história de lutas e vitórias
  
Por dentro do Memorial
 
O Memorial conta com diversos painéis abordando vários temas: Movimento Social, Reabilitação e Secretaria, os Sentidos da Comunicação, Paradesporto, Linguagens e Direitos. Também há a Sala dos Sentidos, que gera bastante curiosidade em virtude de apresentar aos visitantes experiências sensoriais diversas relacionadas a audição, visão, tato e olfato, como cheiros distintos e barulhos inusitados em plena escuridão. “A Sala dos Sentidos é uma oportunidade de reflexão e debate sobre os sentidos humanos; de como utilizamos todos os sentidos não apenas para construir o conhecimento ao longo da vida, como também para a comunicação entre os indivíduos”, explica a coordenadora.
 
Há possibilidade também de conhecer o Memorial da Inclusão por meio de tour virtual. O site, em 3D, apresenta mapa do local e a possibilidade de acompanhar o acervo e sua estrutura.
 
O Memorial também recebe exposições temporárias que percorrem caminhos inclusivos. Atualmente, “Criação e Movimento: experiência corporal através de elásticos”, organizada pela Cia de Rodas para o Ar está em cartaz. O projeto teve início em 2015 e a exposição ficará disponível no Memorial da Inclusão até o dia 28 de novembro.


Painel sobre "Sociedade e Linguagens": diversidade e inclusão no mesmo espaço
 
O Memorial da Inclusão abre anualmente inscrição para propostas de exposições temporárias. Os proponentes devem ficar atentos ao período de inscrição, publicado no site do Memorial da Inclusão, e inscrever o projeto. "As propostas podem ser realizadas por pessoas com ou sem deficiência, mas devem ter o intuito de abordar temas relativos a conexões entre deficiência, diversidade humana, direitos humanos, acessibilidade e inclusão. Outros critérios levados em consideração na seleção das propostas são o da conexão com a exposição permanente, objetivando explorar e potencializar discussões contemporâneas sobre a temática da deficiência; e devem estar comprometidas em apresentar recursos de acessibilidade, tais como, audiodescrição, braile, reprodução tátil, áudio, vídeo guia, mediações educativas especializadas, entre outras", explica Elza ambrosio.    

  
Memorial Itinerante

O Memorial da Inclusão, por meio de suas exposições itinerantes, passa por vários municípios do estado de São Paulo, disseminando momentos históricos de luta das pessoas com deficiência. A ideia é que todos, de fato, possam prestigiar a mostra do acervo original exposto na capital paulista.
 
Vários municípios do estado de São Paulo já receberam a exposição itinerante do Memorial, dentre os quais: Mogi das Cruzes, Jundiaí, Araçatuba, Barretos Cruzeiro e São Carlos, entre outros. As apresentações já realizadas são: “Exposição sobre o movimento social das pessoas com deficiência” e a “História das Paralimpíadas”.
 
A exposição “Grandes Nomes, Grandes Feitos”, em Barretos, é a mais recente, relatando sobre personalidades com deficiência. Com recursos acessíveis, é possível prestigiar, por exemplo, a “Ode à Alegria”, da 9ª Sinfonia de Beethoven, por meio de um display. Beethoven apresentava deficiência auditiva quando compôs essa e outras sinfonias.  
 
Pensando na adequação do local, o Memorial já disponibilizou exposições nas versões: retrátil, menor e maior. O representante do município interessado precisa entrar em contato com o Memorial da Inclusão com o intuito de checar a disponibilidade para receber a exposição itinerante.


Os Sentidos na Comunicação: desde os anos de 1980, a exposição na mídia

Virada Inclusiva, ação do Memorial: fim de semana com lazer e inclusão
 
Iniciada em 2010, a Virada Inclusiva é uma ação coordenada pelo Memorial da Inclusão para comemorar o Dia Internacional de Luta das Pessoas com Deficiência, 3/12. Em geral, a Virada ocorre no fim de semana próximo a esta data. Incentiva e possibilita que pessoas com e sem deficiência possam estar juntas em ações inclusivas nas ruas, praças, parques, museus, teatros, salas, estações de metrô, e todos os espaços possíveis. Conta com o apoio da Abaçaí, organização social de cultura, além de diversos parceiros. Em sua oitava edição, a Virada Inclusiva reúne e congrega pessoas com e sem deficiência em centenas de atrações simultâneas pelo estado de São Paulo. Em 2017, acontece em 1º, 2 e 3 de dezembro.
 
A Virada Inclusiva contou, em 2016, com cerca de 200 municípios e mais de mil atrações culturais, esportivas e de lazer pelo estado de São Paulo. Foi inspirada pela Virada Cultural, evento anual criado na cidade de São Paulo e que conta com diversas apresentações artísticas.


Apresentação cultural durante a Virada Inclusiva
 
É possível, além de prestigiar a Virada, ser voluntário. Trata-se de uma oportunidade única de agregar conhecimento social e destinar um tempo para um evento inclusivo, que visa o empoderamento e lazer da pessoa com deficiência.
 
A produtora da Virada Inclusiva, Eliana Filinto afirma que tem por expectativa receber número imensurável de pessoas e deu início, recentemente, ao processo de organização da programação. “Em breve teremos novidades”, reitera.

Para informações sobre como atuar como voluntário na Virada Inclusiva e também acompanhar a programação, acesse: http://viradainclusiva.sedpcd.sp.gov.br/paginas/evento.html

Para integrar o calendário da Virada Inclusiva Edição 2017, a Secretaria está convidando artistas, individuais ou grupos, para apresentar-se voluntariamente, nos dias 02 (sábado) e 03 de dezembro (domingo), nas estações da CPTM Barra Funda, Brás, Luz, Osasco e Tamanduateí; e nas estações do Metrô Sé, Paraíso e República.

Para saber detalhes sobre forma de inscrição e prazos, clique aqui e acesse o EDITAL
 
SERVIÇO
 
MEMORIAL DA INCLUSÃO
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 564, portão 10, bairro Barra Funda, capital paulista.
Visitas: segunda a sexta-feira, das 10h às 17h e aos sábados, das 13h às 17h, exceto feriados, com entrada franca.
E-mail: memorial@sedpcd.sp.gov.br
http://www.memorialdainclusao.sp.gov.br/br

VIRADA INCLUSIVA
Data: de 1º a 03 de dezembro de 2017
Sobre como atuar como voluntário e saber a Programação:
http://viradainclusiva.sedpcd.sp.gov.br/

PARA SABER COMO FOI A VIRADA EM 2016, CLIQUE AQUI

*Redação e Fotos: Assessoria de Comunicação Institucional – Simone Nieves, Natasha Torres e Thiago Alves. Pauta, Revisão e Edição Final: Maria Isabel da Silva – Gestora de Comunicação da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Governo do Estado de São Paulo. Contato: comunic@sedpcd.sp.gov.br 

CLIQUE AQUI E ACESSE AS REPORTAGENS ESPECIAIS DOS MESES ANTERIORES

 

< anterior    próxima >

Perguntas Frequentes
Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo