Voltar para lista de notícias

Campanha SP Sempre Alerta é lançada com foco em prevenção de desastres

Tarcísio de Freitas apresenta plano integrado para ampliar alertas e proteger população em eventos extremos; SEDPcD assina protocolo para ações de prevenção a grupos vulneráveis

dezembro - 2023

O governador Tarcísio de Freitas lançou nesta quinta-feira (14) a campanha SP Sempre Alerta, com foco na prevenção de desastres e prontidão contínua da Defesa Civil do Estado para eventos climáticos extremos. A iniciativa integra diversas secretarias estaduais e vai ampliar as ações de alerta em situações de risco, investimento em tecnologia de ponta para monitoramento meteorológico e proteção da população.

“As mudanças climáticas vieram para ficar, estamos sendo acometidos por chuvas intensas em volumes nunca antes vistos, grandes ventanias, estiagens muito fortes e a gente tem que se preparar para isso. A palavra-chave é prevenção”, afirmou Tarcísio. “O SP Sempre Alerta é um programa que se pereniza e vai englobar toda a nossa preparação para o período de chuvas e também o de estiagens. As lições que aprendemos nos eventos que temos passado estão fazendo a gente aperfeiçoar procedimentos.”

A solenidade no Palácio dos Bandeirantes também reuniu o presidente da Assembleia Legislativa (Alesp), André do Prado, o secretário-chefe da Casa Militar e coordenador da Defesa Civil do Estado, coronel PM Henguel Ricardo Pereira, e o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, além de secretários estaduais e gestores municipais.

A campanha SP Sempre Alerta é uma parceria da Defesa Civil do Estado com as Secretarias de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística; Agricultura e Abastecimento; Saúde; Pessoa com Deficiência; Desenvolvimento Urbano e Habitação; Transportes Metropolitanos; Ciência, Tecnologia e Inovação; e Turismo e Viagens, além do Fundo Social de São Paulo e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Uma das ações incorporadas pela campanha é o uso de novas sirenes de alerta para temporais em áreas de risco. O equipamento começou a ser utilizado nesta quinta em São Sebastião, no Litoral Norte, e também será instalado nas cidades de Guarujá, na Baixada Santista, e em Franco da Rocha, na Grande São Paulo. As regiões foram selecionadas devido ao histórico de inundações e deslizamentos no período chuvoso.

Outra novidade é a modernização do monitoramento meteorológico feito pelo Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). Um novo radar foi instalado no município de Ilhabela, no Litoral Norte, com capacidade para acompanhar tempestades e rajadas de vento em toda a costa paulista, sob investimento de R$ 10 milhões. O software Earth Network também é usado para registrar descargas elétricas na atmosfera com mais precisão, facilitando a emissão de alertas em tempo real.

A campanha SP Sempre Alerta também aperfeiçoa a comunicação de alertas e medidas preventivas em todo o território paulista, com distribuição de faixas, folhetos, cartilhas e conteúdo multimídia de prevenção a desastres climáticos. As ações serão classificadas com as cores verde, amarela e vermelha, dependendo do grau de risco, para facilitar a compreensão da população sobre a gravidade de cada cenário.

Obras antienchente

A Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística está alocando mais de R$ 1,8 bilhão em ações executadas e em andamento para minimizar o impacto das mudanças climáticas para a população.

A pasta atua em duas frentes: a primeira trata de prevenção de enchentes e alagamentos, além de contenção de encostas, manutenção e reparos em rodovias. Já a segunda prioriza avaliações de risco em áreas pré-indicadas, por meio do Instituto de Pesquisas Ambientais (IPA).

Para prevenção de enchentes e alagamentos, são R$ 1,4 bilhão em ações como a construção de novos piscinões, limpeza dos reservatórios já existentes e desassoreamento de canais e rios por meio do Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee). Já o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) destina R$ 436,6 milhões para contenção de encostas, manutenção e reparos em rodovias.

No eixo de mapeamento de áreas de risco, há um termo de cooperação que estabelece regime de plantão de técnicos do IPA, que poderão ser acionados pela Defesa Civil durante o período das chuvas.

Monitoramento de áreas de risco via satélite

Uma parceria entre a Defesa Civil e a Secretaria de Desenvolvimento e Habitação permitirá o monitoramento de áreas de risco em todo o território paulista. Uma plataforma digital que usa imagens de satélite vai acompanhar o avanço da construção de moradias irregulares e o desmatamento de áreas de preservação ambiental. A nova tecnologia vai permitir que a fiscalização seja mais pontual e eficiente.

Novos protocolos

A campanha também inclui novos protocolos entre órgãos estaduais. Enchentes, enxurradas, estiagens e tempestades representam riscos exponenciais à saúde pública. Por isso, a Secretaria da Saúde vai ampliar a oferta de oficinas de capacitação a agentes locais de vigilância sanitária e epidemiológica. A pasta também vai priorizar ações de resposta rápida em comunidades afetadas por inundações e deslizamentos devido ao risco de surtos de doenças como leptospirose, hepatites e diarreia.

Já a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência vai oferecer atendimento especializado a grupos mais vulneráveis durante desastres, com atendimento social mais ágil. O objetivo é mapear moradias com pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, além de, crianças, gestantes e idosos em áreas de risco.

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento vai enviar boletins meteorológicos para pequenos e médios produtores e oferecerá capacitação durante os treinamentos da Defesa Civil para os períodos de chuva e estiagem.

Plano preventivo

A partir de agora, o Plano de Prevenção de Defesa Civil também integra a campanha SP Sempre Alerta. Em vigor desde o último dia 1º de dezembro até 31 de março, o plano envolve ações de monitoramento dos índices de chuva acumulada e da previsão meteorológica, vistorias de campo e atendimentos emergenciais a municípios ou regiões afetadas por desastres.

Em outra frente, uma parceria da Defesa Civil do Estado com a Aneel vai viabilizar apoio para a implantação de sensores para ações antecipadas do poder público e das concessionárias de distribuição de energia frente a eventos climáticos extremos.

Mais veículos e obras

A campanha SP Sempre Alerta também destaca o investimento de R$ 188 milhões da Defesa Civil do Estado em 2023 para o enfrentamento de desastres, com obras de contenção de encostas, reconstrução de pontes e compra de veículos e equipamentos, radares e sirenes.

Na cerimônia desta quinta, também houve a inauguração simbólica de sete obras nas cidades de Cachoeira Paulista, Dois Córregos, Dracena e Socorro, além do anúncio da entrega de novas 125 viaturas e 600 equipamentos a 128 municípios – neste ano, a gestão paulista vai totalizar 225 veículos e 1,1 mil equipamentos entregues aos sistemas municipais de proteção e Defesa Civil.

Fotos

Áudios:
Discurso do governador
Discurso do coordenador da Defesa Civil
Entrevista coletiva

Vídeo