Voltar para lista de notícias

Governo de SP promove 1ª Jornada Estadual de Conscientização do Autismo

Evento no Dia Mundial de Conscientização do Autismo promoveu palestras de especialistas e anúncios para a comunidade com Transtorno do Espectro Autista

abril - 2024

imagem com a presença do secretário de estado da segurança pública, Guilherme Derrite, à esquerda; ao lado o vice-governador, Felicio Ramuth, que segura a assinatura de parceria; ao lado o secretário de estado dos direitos da pessoa com deficiência, Marcos da Costa; e na direita o secretário de estado da educação, Renato Feder.Para celebrar o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, o Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, promoveu nesta terça-feira (2) a primeira edição da Jornada Estadual de Conscientização sobre o Autismo com a participação de autoridades públicas e de especialistas e pesquisadores das principais universidades paulistas.

“Este evento marca um momento crucial na nossa jornada para uma sociedade mais inclusiva e consciente. Ao falar sobre o autismo, não apenas promovemos a compreensão e o respeito pelas diferenças, mas também destacamos a importância de apoiar e valorizar cada indivíduo em sua singularidade. A primeira Jornada Estadual de Conscientização sobre o Autismo é uma oportunidade ímpar para unirmos forças, compartilharmos conhecimentos e trabalharmos juntos na construção de um futuro mais acolhedor para todos”, disse o secretário de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Marcos da Costa.

A professora Eloísa Valler Celeri, da Unicamp, palestrou sobre o tema “Cuidado integral ao indivíduo com Transtorno do Espectro Autista (TEA)”. Na sequência, o professor Celso Goyos, da UFSCar, falou sobre “A importância do ensino de linguagem falada para a criança com TEA”. Encerrando as apresentações, a professora Vera Capellini, da Unesp, debateu a “Inclusão do aluno com TEA no contexto da Educação Básica”.

O Governo de São Paulo também anunciou novas iniciativas para ampliar e aprimorar o atendimento à comunidade com TEA. A primeira delas é uma identificação veicular oficial para sensibilizar os motoristas sobre os efeitos que a poluição sonora pode provocar nos indivíduos com TEA. Com a frase “Pessoa com Autismo a bordo. Seja gentil, não buzine”, a credencial pode ser solicitada gratuitamente no portal da CipTEA (https://ciptea.sp.gov.br/).

A segunda é a disponibilidade do manual “Transtorno do Espectro Autista: Diretrizes para o Ensino Fundamental e Médio” elaborado pela Coordenadoria de Ações Afirmativas, Diversidade e do Laboratório de Tecnologias para o Desenvolvimento e Inclusão de Pessoas da Unesp. Disponível também para download no endereço www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br, o documento será usado na rede estadual de ensino e aborda temas como a definição de TEA, a vivência escolar dos estudantes autistas, orientações educacionais e recomendações aos professores.

Na área de atendimento, uma resolução conjunta das secretarias estaduais dos Direitos da Pessoa com Deficiência e da Segurança Pública autoriza a formação de um grupo de trabalho dedicado à expansão do serviço de equoterapia – terapia assistida por cavalos – em todo o território paulista. O objetivo é avaliar as ações de concepção, formação e ampliação do programa.

Prestes a celebrar um ano de implementação da Carteira de Identificação do Transtorno do Espectro Autista (CipTEA), o Governo de São Paulo atingiu 45 mil emissões em todo Estado. O documento facilita a identificação de indivíduos autistas em serviços públicos e privados por todo o estado, promovendo o acesso a direitos como atendimento e filas preferenciais.

“Temos muito orgulho do que estamos fazendo, sob a liderança do governador Tarcísio de Freitas, para as pessoas com autismo. Em um ano, já são 45 mil pessoas beneficiadas com a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista, a CipTEA. Iniciamos um processo contínuo de inclusão das pessoas com autismo e conscientização da sociedade. Nesse sentido, a Jornada Estadual de Conscientização sobre o Autismo é mais um grande passo que a gestão paulista dá para integrar cada vez mais a comunidade com autismo no debate público”, disse o vice-governador Felicio Ramuth.