Voltar para lista de notícias

​Secretaria prestigia CPTM por viabilizar atendimento em Libras a passageiros surdos nas estações

Todas as estações da companhia terão disponibilidade do serviço para atendimento em Língua Brasileira de Sinais (Libras)

dezembro - 2023

As 57 estações das cinco linhas da CPTM terão à disposição das pessoas surdas a plataforma digital ICOM para atendimento em Língua Brasileira de Sinais (Libras) a partir de janeiro de 2024. A assinatura do contrato de prestação de serviço, entre CPTM e a AME – gestora da plataforma, ocorreu nesta quarta-feira (13/12) na Estação Tatuapé, da Linha 11-Coral, com participação dos secretários dos Transportes Metropolitanos (STM), Marco Antonio Assalve, dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD), Marcos da Costa, dos presidentes da CPTM, Pedro Moro, e da AME, José Araújo Neto.

“A implementação do atendimento em Libras nas estações da CPTM é um passo significativo na direção certa. Ao oferecermos serviços adaptados, não apenas respeitamos a diversidade presente em nossa sociedade, mas também promovemos um ambiente onde a inclusão é a norma, não a exceção. Este projeto não se trata apenas de cumprir uma obrigação legal, mas sim de adotar uma postura proativa em prol da igualdade e da justiça social”, afirma Marco Antonio Assalve, Secretário dos Transportes Metropolitanos.

A tecnologia ICOM permitirá a triangulação entre o passageiro surdo, empregado da CPTM e um intérprete de Libras por meio de videochamada, viabilizando a comunicação entre o passageiro e o colaborador.

Com duração contratual de 15 meses, a iniciativa pretende implementar canais de acessibilidade e inclusão aos mais de 1,6 milhão de passageiros transportados diariamente pela empresa. “A iniciativa é parte da estratégia do Comitê de Clientes para melhorar a experiência e a jornada do passageiro ao longo das viagens e deslocamentos nas estações e trens”, afirma Pedro Moro, presidente da CPTM.

Comitê de Clientes da CPTM
Idealizado para entender de maneira mais profunda as necessidades e expectativas dos clientes, o Comitê tem a função de acolher as demandas frequentes e avaliar as experiências dos passageiros, transformando em soluções para a melhoria contínua na prestação de serviço.

José Araújo Neto, presidente da AME comenta que “o ICOM é uma iniciativa da AME para dar voz a todos que enfrentam dificuldades na comunicação. Nosso objetivo principal é oferecer às empresas um recurso digital acessível e personalizado para atender os cidadãos surdos em sua língua natural, a Libras, conforme preconiza a legislação brasileira.”

Na prática, a plataforma vai auxiliar os passageiros e agentes de atendimento das linhas a intermediar a conversa entre uma pessoa surda, fluente em Libras, e uma pessoa ouvinte. Quando acionar o serviço, a pessoa será atendida por um tradutor intérprete em Libras, devidamente certificado, que fará a intermediação do diálogo e tradução das duas línguas, facilitando a comunicação e a inclusão social.

“A parceria entre a CPTM e o ICOM em São Paulo é mais que um elo entre instituições; é o direito de ir e vir por meio de trilhos de equidade, possibilitando a todos o caminho para exercer plenamente seus direitos”, afirmou Cid Torquato, CEO do ICOM.

”Viabilizar o atendimento em Libras é uma quebra de paradigmas e mais um passo em prol da inclusão das pessoas com deficiência auditiva. Pensando nisso, nós anunciamos em outubro o programa São Paulo São Libras, também em parceria com o ICOM, que disponibiliza a Central de Interpretação de Libras nos serviços estaduais. Já implementamos a iniciativa nas delegacias e todos os demais serviços estaduais também receberão o programa de forma gradual. O Governo de São Paulo atua para todos”, destaca o secretário de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Quando acionado por meio do aplicativo do ICOM, o serviço é gratuito, sem consumo de pacote de dados do usuário surdo, e estará disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana. Além das estações, Ouvidoria e canais de Relacionamento com Passageiro da CPTM também terão acesso à plataforma.

São Paulo São Libras
A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência viabilizou, no mês de outubro, o programa São Paulo São Libras (https://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/governo-de-sp-vai-oferecer-atendimento-em-libras-nos-servicos-estaduais/), para oferecer atendimento em Libras a pessoas surdas em órgãos estaduais que prestam serviços presenciais ao público. Anunciado pelo governador Tarcísio de Freitas, o programa São Paulo São Libras permite que servidores acionem intérpretes de Libras por meio de videochamada para facilitar a comunicação com pessoas com deficiência auditiva.

“É mais um importante passo na direção da inclusão para romper barreiras de comunicação e possibilitar o acesso a serviços públicos. Às vezes, são coisas simples, mas que representam um obstáculo intransponível para pessoas com deficiência auditiva. Agora, com o programa São Paulo São Libras, começamos pelas delegacias de polícia, mas é algo que vai ganhar corpo”, afirmou Tarcísio em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes.

Sobre o ICOM
ICOM é a Plataforma de Atendimento em Língua de Sinais que adiciona uma camada de acessibilidade ao atendimento do setor privado e público, permitindo a comunicação com os clientes surdos no seu próprio idioma – Libras, a Língua Brasileira de Sinais.

Sobre AME
A AME é uma ONG que atua para favorecer a inclusão de pessoas que se deparam com barreiras e desvantagens na relação com a sociedade em função de condições cognitivas, sensoriais, físicas ou motoras. Acumula, ao longo de sua história com mais de três décadas, sólida experiência no desenvolvimento de projetos e ações em parceria com empresas e órgãos da administração pública para ampliar as oportunidades de acesso e participação das pessoas com deficiência em ambientes corporativos e sociais. Na última década, com a criação de seu laboratório de tecnologia assistiva, o AME Lab, a digitalização dos serviços e produtos da AME é uma realidade que oferece uma vida mais autônoma e independente para as pessoas com deficiência. O ICOM nasceu do AME Lab para dar voz a todos que enfrentam dificuldade na comunicação, assegurando diálogos sem barreiras.

Sobre a CPTM
A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos é uma operadora de transporte público ferroviário, com 1,6 milhão de passageiros transportados por dia útil (demanda antes da pandemia). Diariamente, os trens percorrem cerca de 65 mil km, ou uma volta e meia em torno da terra, em quase 1.700 viagens programadas. Juntas, as cinco linhas da CPTM somam 196 km de extensão, dos quais 95 km estão na capital paulista, que também conta com 26 estações do total de 57. A CPTM atende moradores de 18 municípios, incluindo a capital.