Voltar para lista de notícias

Secretaria promove palestra sobre acessibilidade e cultura no teatro Sérgio Cardoso

A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD) promoveu, na manhã desta sexta-feira (01), uma palestra gratuita sobre acessibilidade e cultura no teatro Sérgio Cardoso. O evento […]

dezembro - 2023

A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD) promoveu, na manhã desta sexta-feira (01), uma palestra gratuita sobre acessibilidade e cultura no teatro Sérgio Cardoso. O evento contou com apresentações feitas pela secretária executiva da Pasta, Claudia Carletto, e pelos coordenadores dos eixos de cultura e mulher na secretaria, Cássio Rodrigo e Caroline Reis.

Entre os temas abordados, cabe destacar as diferenças entre os diversos tipos de deficiências – física, visual, auditiva, intelectual e psicossocial, entre outras –; a importância da acessibilidade e dicas de convívio, por exemplo, com os deficientes visuais que usam bengala ou cão como guia. Outra abordagem importante da ação foi sobre o combate ao capacitismo, assim como as dicas de para melhoria da convivência com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

““O que queremos com esse evento é propor uma reflexão, falar das deficiências e da quebra de barreiras para que as pessoas com deficiência possam exercer plenamente sua cidadania. Desejamos que vocês pensem, diariamente, qual ato de amor podemos fazer para essas pessoas diversas. Afinal, incluir é agir com respeito, dignidade, humanidade e amor”, comenta a secretária executiva, Claudia Carletto.

Durante sua fala, a secretária abordou alguns pontos da Lei Brasileira de Inclusão, a LBI, regulamentada em 2015, como os tipos de barreiras que prejudicam o acesso das pessoas com deficiência aos equipamentos das cidades – urbanísticas, arquitetônicas, de transporte, atitudinal e tecnológica, entre outras.

De acordo com a LBI, toda pessoa com deficiência tem direito à cultura, ao esporte, ao turismo e ao lazer em igualdade de oportunidades com as demais pessoas, sendo lhe garantido o acesso a bens culturais; programas de TV, cinema, teatro e outras atividades culturais e desportiva; e a monumentos e locais de importância cultural e a espaços que ofereçam serviços ou eventos culturais e esportivos.