Você está em: Home > Ações > Memorial da Inclusão
Memorial da Inclusão
Memorial da Inclusão

Memorial da Inclusão: Os Caminhos da Pessoa com Deficiência
 
O Memorial da Inclusão é um programa da Secretaria do Estado de São Paulo dos Direitos da Pessoa com Deficiência que desenvolve uma narrativa histórica sobre o movimento social da pessoa com deficiência, com ênfase nos acontecimentos que marcaram o Brasil e o mundo no final da década de 1970 e durante as décadas de 1980/90. O objetivo primordial é a conscientização da sociedade sobre os direitos desta parcela da população e o seu empoderamento. O Memorial desenvolve estudos, debates, pesquisas, simpósios, seminários, cursos e palestras, sempre voltados para a valorização do protagonismo das pessoas com deficiência e o respeito aos seus direitos.

Inaugurada em 3 de dezembro de 2009, a exposição permanente do Memorial da Inclusão agrupa fotografias, documentos, manuscritos, áudios e vídeos sobre os personagens e eventos que marcaram o movimento social e político das pessoas com deficiência em defesa de seus direitos, no contexto maior dos direitos humanos.  E dispõe de um ambiente temático complementar, a Sala dos Sentidos, um espaço sensorial desprovido de iluminação, com objetos e texturas distribuídos ao longo das paredes. Além dos objetos, a sala possui sons, onde os visitantes são convidados a experimentar e refletir sobre os sentidos (tato, visão, audição).

O Memorial da Inclusão oferece um espaço para exposições temporárias, de modo que um expositor sugere, organiza, cria e executa uma exposição que dialogue e desmembre a abordagem da exposição permanente. Desta forma, visa incentivar práticas de acessibilidade inovadoras e condizentes com as condições do expositor, de modo a refletirmos acerca da adaptação razoável (artigo 2º da Convenção da ONU sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência) e da reabilitação baseada na comunidade. O Memorial oferece visitas mediadas para professores, crianças, jovens aprendizes, visitas autônomas e grupos em geral.

Para atender ao público, a exposição oferece diversos recursos de acessibilidade.  Para as pessoas cegas ou com deficiência visual, há piso tátil, material em braile, tipos ampliados e áudio, por tubos sonoros acionados por sensor de presença. Para pessoas com deficiência auditiva e surdas, além das visitas agendadas poderem ser acompanhadas por mediador versado na Língua Brasileira de Sinais, o conteúdo textual expositivo é acompanhado com vídeo-libras e os vídeos presentes na exposição são legendados. Para pessoas com mobilidade reduzida e com deficiência física, o acesso ao Memorial da Inclusão conta com rampas e o espaço de circulação externo e interno é plano. Há elevadores e sanitários adaptados. Para público com deficiência intelectual, a mediação é realizada com base na leitura facilitada, que adapta o discurso expositivo para uma linguagem mais lúdica e sensível.

AÇÕES DO MEMORIAL

Dentre outras ações, o Memorial da Inclusão desenvolve o projeto Memórias, que registra e divulga narrativas de lideranças e participantes do movimento das pessoas com deficiência. Algumas dessas narrativas, acrescidas de outras, fazem parte do documentário Da invisibilidade à cidadania: os caminhos da pessoa com deficiência, produzido, em 2014, pelo Memorial da Inclusão, em parceria com a Fundação Padre Anchieta – TV Cultura.

Com o objetivo de divulgar os Estudos sobre a Deficiência (Disability Studies), o Memorial da Inclusão realizou, em parceria com o Diversitas (FFLCH/USP) e o USP Legal, entre 19 e 21 junho de 2013, o evento Conflitos, Direitos e Diversidade – I Simpósio Internacional de Estudos Sobre a Deficiência, que contou com a participação de pesquisadores na área da deficiência de todo o Brasil e do Exterior.

O Memorial da Inclusão também realizou o curso Direitos da Pessoa com Deficiência: Diversidade Humana e Igualdade, cuja finalidade foi sensibilizar dois mil agentes públicos de âmbitos estadual e municipal para que desempenhem suas atividades de modo a respeitar e divulgar os direitos das pessoas com deficiência.

E, a fim de oferecer uma perspectiva histórica, necessária para que a sociedade em geral e as próprias pessoas com deficiência conheçam a luta desse segmento da população, em defesa de seus direitos, a exposição possui três versões itinerantes, que agem como uma ação extramuros, alcançando municípios do Estado.

O Memorial da Inclusão oferece atendimento em língua inglesa para público estrangeiro. A versão virtual pode ser acessada pelo site www.memorialdainclusao.sp.gov.br, e está disponível em português, inglês e espanhol. Também oferece agendamento de visita mediada para grupos acima de dez pessoas pelo e-mail: memorial@sedpcd.sp.gov.br.
 
SERVIÇO:
Memorial da Inclusão: Os Caminhos da Pessoa com Deficiência
Realização: Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 564 – Portão 10 – Barra Funda – São Paulo – SP. Próximo à Estação Palmeiras-Barra Funda do Metrô - CPTM
Horário: Segunda à sexta-feira, das 10h às 17h e a cada último sábado de cada mês, das 13h às 17h.
Telefone (11) 5212-3727
Site: www.memorialdainclusao.sp.gov.br
Agendamento de visita mediada para grupos acima de 10 pessoas pelo e-mail: memorial@sedpcd.sp.gov.br.
Indicação: Livre
Entrada: Gratuita
 

Perguntas Frequentes
Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo